Menu

The Blogging of Hastings 804

weightdoctor5's blog

Melhores Exercícios Pra Emagrecer Sem Dirigir-se à Academia

Qual é O Segredo Do Sucesso?


No começo do século 20, Vilhjalmur Stefansson, explorador do Ártico, passou 5 anos comendo só carne. Isto quer dizer que sua dieta era composta por em torno de 80% de gordura e 20% de proteína. 20 anos depois, em 1928, ele repetiu o mesmo tipo de alimentação como parcela de um experimento de um ano, no Hospital Bellevue, em Nova York.


Você precisa tomar um shake protéico antes ou depois do treino? Stefansson queria derrubar a tese de que seres humanos não são capazes de sobreviver comendo apenas carne. Mas, em ambos os cenários, ele logo adoeceu. Foi vítima de uma "intoxicação por proteínas", bem como conhecida como rabbit starvation ("inanição do coelho"), que ocorre no momento em que ingerimos carnes magras, como a do coelho, sem qualquer complemento de gordura. Os sintomas desapareceram depois que ele diminuiu o consumo de proteína e aumentou a ingestão de gordura. Na realidade, ao regressar a Nova York e a uma típica dieta americana, com níveis moderados de proteína, Stefansson notou que sua saúde havia piorado.



Deste modo, adotou até morrer, aos oitenta e três anos, uma dieta low-carb (com redução de carboidratos), mas rica em gorduras e proteínas. Alimentos Estragados: Como Discernir iniciais são alguns dos poucos casos inscritos de alta ingestão de proteínas com efeitos adversos extremos. Apesar dos índices de obesidade terem dobrado nas últimas duas décadas, estamos ganhando ainda mais consciência alimentar.


Nos últimos anos, muita gente trocou o pão branco pelo integral, como essa de o leite habitual pelo desnatado. E, no centro desta onda saudável, está a proteína - os supermercados não deixam mentir. As prateleiras estão repletas de shakes, barrinhas e versões de produtos básicos, como cereais e sopas, enriquecidos com o nutriente.


12,4 bilhões em 2016, está claro que estamos comprando a ideia de que precisamos do máximo de proteína possível. No entanto alguns especialistas argumentam que alimentos ricos em proteína (e inflacionados) são um desperdício de dinheiro. O Que São Termogênicos? proteína é primordial para o corpo humano desenvolver-se e se regenerar. Alimentos com alto teor proteico - como laticínios, carnes, ovos, peixes e feijões - são quebrados em aminoácidos no estômago e absorvidos pelo intestino delgado.


O fígado decide portanto que aminoácidos o corpo humano necessita, e o restante é descartado pela urina. Pra adultos que não são muito ativos, o recomendado é ingerir diariamente por volta de 0,75g de proteína por quilo de peso corporal. Em média, 55g para homens e 45g pra mulheres - ou duas porções de carne, peixe, tofu, nozes ou leguminosas.


  • Mulheres: impossibilitem consumir frutas
  • 1 dente alho
  • dois - Comer conscientemente
  • Almoço da dieta vegetariana para perder 6 quilos: omelete de queijo (510 calorias)
  • 9 Sintomas de Intolerância a Glúten
  • Alterne a periodicidade cardíaca
  • 4° Beba bastante água. Ao menos 2 litros por dia
  • Distúrbios da tiroide

Não ingerir proteína bastante poderá transportar a queda de cabelo, rachaduras pela pele e perda de gordura à capacidade que o tecido muscular reduz. Mas esses efeitos nocivos são muito raros e, na maior parte das vezes, ocorrem apenas em quem apresenta distúrbios alimentares. Apesar disso, a maioria das pessoas associa há bastante tempo a proteína ao aumento de massa muscular. E está correta. Exercícios baseados na potência provocam a quebra de proteína no tecido muscular. E, pros músculos ficarem mais fortes, as proteínas necessitam ser reconstruídas.


A leucina, um tipo de aminoácido, desempenha um papel especificamente relevante deste processo, desencadeando a sinopse proteica. Alguns especialistas argumentam, inclusive, que não consumir proteína após o exercício poderá fazer com que a quebra (de proteína) da massa magra seja maior do que a sinopse - o que significa que não haverá hipertrofia.


→ As 24 Receitas Caseiras Para Derreter A Gordura Da Barriga! consumidores têm seguido a recomendação. Detalhes de 2017, do instituto de pesquisa Mintel, evidenciam que 27% dos britânicos compram produtos de nutrição esportiva, como barrinhas e shakes de proteínas. O percentual sobe pra 39% quando analisados aqueles que se exercitam mais de uma vez por semana. E, de acordo com a busca, mais da metade dos freguêses (63%) encontra dificultoso contar se de fato está fazendo qualquer efeito.


Verdadeiramente, os estudos sobre a perícia de desenvolvimento muscular dos suplementos de proteína são variáveis. Uma análise de 36 postagens, de 2014, ilustrou que os suplementos não têm choque sobre o assunto a massa magra e a força muscular ao longo das primeiras semanas de treino de resistência em indivíduos que estão iniciando a malhar. Com o atravessar do tempo e a dificuldade do treinamento, os suplementos podem alavancar o crescimento muscular.


Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.